25 de março de 2012

ESSA NOITE: MULHER DE MIM


Esta noite não chorarei...

Vestir-me-ei de azul-mar
e clarearei a escuridão do céu.
Hoje não lamentarei!
Adoçarei as amarguras com mel
e embriagar-me-ei com o perfume de rosas e jasmim.

Esta noite serei fêmea de mim!
Mãe, filha, amante.
Mulher e menina sem fim.
Um anjo, um demônio...
alternando entre o pecado e a salvação.
Desfilarei sobre as blasfêmias
e recuperarei os sonhos que se perderam na desilusão!

Esta noite será diferente:
não ousarei chorar!
Sorrirei o riso dos inocentes
e beberei a coragem das heroínas da história.
Aninhar-me-ei nos braços da vida,
serei ferro, barro, água...
terei o brilho de uma joia!
Esquecerei todas as dores do mundo,
revelar-me-ei no raso,
no meio e no profundo.

Esta noite serei mais EU!
Enfrentarei o que passou;
reconstruirei o que sobrou dos erros.

Hoje à noite
serei a estrela mais brilhante.
Não me importarei com insultos,
nem com ações humilhantes.

Seguirei minha estrada;
abrirei espaços;
criarei caminhos!

Esta noite será minha.
Minha e de mais n-i-n-g-u-é-m!
Acordei pela manhã
e enxerguei minha essência no espelho...
abracei-me feliz.

AMO-ME!

Dei adeus às mágoas de outrora:
Adeus, adeus...!

Hoje serei dia;
serei noite.
Construirei meu céu!

Bem vinda, vida!

Janaína da Cunha
Agosto/2007

6 comentários:

Anônimo disse...

Esta noite o homem que existe em mim sonhará com a mulher que existe em você.
Esta noite o poeta que vive em mim sorverá os versos da poesia que é você!
Janaína, cada vez que te leio mais me encanto.
Vou no lançamento do seu livro!

Um beijo,
Edgar.

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde!
Mais uma bela!
Esta noite...
Acabaram-se os sonhos?
Acabou SUA história sem final feliz.
O passado foi bom...Recorda?
O presente só traz desencanto? Cada um conta sua história,cada uma diferente da outra...
Boa semana!Muita paz e luz!
beijos

Janaína da Cunha disse...

Edgar,
obrigada pelo comentário.
Vai sim, você será muito bem vindo. Vou te mandar por e-mail o convite. Aproveita, se der, também vá na inauguração do Identidade Cultural: Rua da Carioca, 10 - Centro - RJ.

Janaína da Cunha disse...

Felisberto,
você sempre amável e marcando presença. Muito obrigada, querido.

Não. Os sonhos nunca morrem. As vezes, por medo, comodismo - ou sei lá o nome que podemos dar - nós o trancamos no sótão de nossa alma. Porém, eles continuam existindo. Somos nós que morremos um pouquinho, a cada dia.
Não quero alma com sótão para guardar nada. Sou uma águia que voa alto, sem dimensões explicáveis ou medo de onde vai chegar.

Sim, poeta. Cada um conta sua história pq somos nós que escrevemos nossos destinos.

Um grande beijo em seu coração!

Anônimo disse...

Lega!
Se der vou sim.
Que horas vai ser o evento e quando?
Edgar.

Janaína da Cunha disse...

Vai ser dia 31 ao meio-dia, Bistrô Café do Bom, Cachaça da Boa.
Mando o flyer do evento junto com o convite do lançamento do meu livro, tá?